A eterna luta de classes, estereotipada pela cor do colarinho. Qual é a cor do teu colarinho?

Domingo, 14 de Agosto de 2011
Portugal e Grécia devem abandonar o euro, diz Soros

Do site "Económico" do Sapo.  

 

«O investidor multimilionário George Soros sugere, em entrevista ao Der Spiegel, que Portugal e Grécia devem abandonar a zona euro.

"O problema grego foi tratado tão mal que a melhor coisa a fazer neste momento seria uma saída ordeira" da zona euro e da própria UE, propõe Soros, em entrevista à revista alemã Der Spiegel, citada pela AFP.

O investidor, que ficou famoso por em tempos ter feito tremer o Banco de Inglaterra, com manobras especulativas na bolsa, propõe exactamente o mesmo caminho para Portugal, defendendo que, assim, "a UE e o euro sobreviveriam".

Nessa entrevista, Soros volta a falar na necessidade de os países da zona euro chegarem a acordo sobre a emissão de eurobonds (títulos de dívida europeus). "Quer queiramos ou não, o euro existe. E para que possa funcionar de forma correcta, os países da zona euro devem ser capazes de refinanciar uma grande parte das suas dívidas nas mesmas condições", justificou.

O multimilionário dos mercados, que é muito crítico da posição alemã contra a criação de um esquema de emissão de obrigações europeias, sublinhou também ao Der Spiegel que não tem uma intenção especulativa contra o euro. "Não estou certamente a apostar contra o euro", assegurou, explicando que "os chineses estão muito interessados numa alternativa ao dólar e farão tudo o que for preciso para ajudar os europeus a salvá-lo [a moeda única]".

George Soros conta com uma carreira de 40 anos de investimentos nos mercados, cujo ponto mais alto foi a aposta contra a libra esterlina, em 1992, que rendeu mil milhões de dólares.» 

 

 

Não. Recuso em absoluto a simples sugestão de que devemos abandonar a zona euro agora. Fomos usados e explorados por este eurocapitalismo, o país foi arrastado para um estado letárgico, deixaram-nos nas lonas. Agora querem despejar-nos? Não. Recuso-me. Exijo o retorno em ajuda monetária por toda a calamidade que trouxeram a esta nação. Recuso-me a sair de mãos a abanar, sem contrapartidas, depois de tirarem o pouco que tinhamos. 

Sempre fui contra os métodos e imposições destes invasores, contra o seu pseudo-liberalismo que servia exclusivamente para camuflar uma nova ordem ditatorial dos seus mercados. Mas agora não irão sair assim sem assumir as responsabilidades. Porque sim, a Europa tem responsabilidades no que aconteceu à Grécia e a Portugal. 

 


Quanto a este parasita financeiro, este tal de Soros, aproveito para transmitir-lhe uma mensagem pessoal, num português do povo, que se adequa a este caso como nenhuma outra expressão erudita podia fazer: vai prá puta que te pariu, seu filho da puta. Tenho dito. 

Pelo desabafo, peço desculpa aos demais leitores que muito estimo e prezo, mas há momentos na vida que alma grita mais alto do que a razão. 



Traficado por Dinis Vieira às 22:06
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Domingo, 24 de Julho de 2011
Vergar a Europa

É uma ladainha comum ouvir dizer que é fácil apontar os problemas mas que quanto às soluções ninguém as apresenta. 

Pois bem, a pensar precisamente nessa situação foi elaborada aqui, após muita prospeção, uma lista de profissionais a soldo, daqueles que "fazem o trabalho", com garantia, sem perguntas.

Fica então esta oferta patriota, sem custos, onde o novo elenco governativo pode debruçar-se e avaliar os prós, pois os contras são quase ínfimos, tal a qualidade aqui reunida.  

 

A-Team: talvez, se conseguisse encontrá-los, devesse o nosso governo desenvolver esforços a fim de contratar este staff de recursos humanos para solucionar esta crise. Os únicos à altura da espinhosa tarefa, sobejamente conhecidos por A-Team. Para quem questione o real significado de A-Team, ficam a saber que se trata simplesmente dum anacronismo: Aonde Todos Erram, Acertamos a Matar. 

 

Vale e Azevedo: com última morada conhecida em Inglaterra, este homem é especialista em fraude, camuflação de off-shores, e reconhecido ainda por um vasto leque de trapaças e vigarices subtis que comprovam que o português pode estar ao mais alto nível dos padrões europeus. Tais dotes seriam certamente úteis ao nosso governo, de modo a que para variar fizéssemos em vez de nos fazerem.  

 

Fátima Felgueiras: com amplo conhecimento geográfico das terras de Vera Cruz, esta mulher é perita na arte das luvas, garantindo ao visado uma saída airosa para o Brasil no caso de qualquer contratempo. Esta é a mulher perita em absolvições nos corredores da justiça, garantindo inviolável a imunidade dos seus clientes.  

 

   

Paulo Pedroso: apesar de subsistirem dúvidas acerca do seu real papel nesta organização, este homem apresenta-se formalmente como político profissional, diplomata encarregue de ser a face política perante a comunicação social, de toda a estrutura envolvente. 

 

Valentim Loureiro: com amplos conhecimentos dentro das forças armadas, este homem é um contacto incontornável para o sucesso de qualquer operação financeira menos funcional, que requeira uma intervenção mais musculada. O major dá cartas igualmente em determinados concelhos do litoral norte, onde a sua influência é crucial. 

 

 

  

Casal Mcann: peritos na camuflagem, não há lavagem de dinheiro que possa vir a público. São dois, são um casal, são Bonnie & Clide do século XXI. 

 

 

 

 

 

  

Gangue da Retroescavadora: deitam a mão na massa como mais ninguém, sem no entanto serem capturados ou sequer identificados. Nesta altura, é mesmo o que Portugal precisa: deitar a mão na massa. 

 

  

Bibi: protagonista como duplo em "Correio de Risco", este é o homem certo para uma fuga de emergência. Para garantir o sucesso, há que ter um condutor capaz de transportar os clientes. 

 

 

  

Dona Branca: com esta diva, a Europa tremeria. Perita na arte de emprestar o dinheiro dos outros, obtendo lucros exorbitantes. Faz omoletes sem ovos. Quando a Europa ainda nem sonhava sequer em aplicar a Portugal e à Grécia este esquema, já a mulher era uma lenda no campo em questão. 

 

 

 

 

 

Pinto da Costa: o pilar de toda a equipa, o padrinho onde todos se vergariam. Este homem não sabe o que é falhar. Não olha a meios para atingir os objectivos, olha somente para os resultados. Não verga, não teme, não deixa farpa por responder. Controla magistralmente dentro e fora das normas, satisfazendo as necessidades mais básicas dos seus clientes. 

 

 

 

 Eis uma pérola do Gangster, composta por diversos Gangsteres de elevada craveira, pronta a servir o país... e a vergar a Europa.  



Traficado por Dinis Vieira às 17:58
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Procurar Cadáveres
 
Tráfico Recente

Portugal e Grécia devem a...

Vergar a Europa

Arquivo do Gangster

Julho 2013

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Cúmplices Recomendados
Sobre Dinis Vieira
Dívidas de Sangue
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
tags

todas as tags

subscrever feeds