A eterna luta de classes, estereotipada pela cor do colarinho. Qual é a cor do teu colarinho?

Sábado, 12 de Novembro de 2011
Crónicas dum Proxeneta

  

O chulo reúne as suas trabalhadoras. 

Chulo: - Chamei-vos aqui todas para vos avisar que a minha percentagem vai aumentar. Em vez dos 60% usuais passo a ficar com 70% do apuro. 

Prostituta: - O quê? Assim ficamos sem nada. 

Chulo: - Tem mesmo que ser. Os impostos vão aumentar e os subsídios vão ser cortados. 

Rameira: - Mas nós não somos funcionários públicos. 

Chulo: - Mas prestais um serviço público. De qualquer modo tenho que fazer juz ao meu nome, não posso deixar que o governo seja mais chulo do que eu. Roubar o povo desta maneira... são bons mas eu já chulo há muito tempo. Pensando melhor, a minha comissão passa para 75%. Assim é que é. 

Meretriz: - Como é que vamos sobreviver com tão pouco dinheiro? O que vai ser de nós? 

Chulo: - Tendes que investir para melhorar o negócio. É lógico. 

Puta: - Investir como? 
Chulo: - Para teres mais clientes basta melhorar os pormenores: os preservativos passam de simples para estrias sensoriais, um bochecho mais profundo e alongado, umas collants sem buracos na malha, um perfumezito no pescoço,... será que tenho que explicar tudo? É por esta dedicação que mereço a comissão que vos cobro. Vendo bem as coisas, passa antes para os 80%. Assim é que é. 

Trabalhadora liberal: - Mesmo assim não vamos ter mais clientes. Os desta zona já cá vêm todos. 

Chulo: - É simples. Colocais um anúncio na internet. É preciso nacionalizar o nosso negócio. O governo também o vai fazer com os bancos. 

Vendida: - Acho melhor terminar esta reunião ou os 20% que nos restam ainda evaporam. 

Chulo: - Ora, afinal sempre temos por aqui alguém que pensa. Assim já estamos em vantagem sobre o governo porque por lá não há ninguém que o faça. 

   



Traficado por Dinis Vieira às 18:43
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Quinta-feira, 10 de Novembro de 2011
Falsas Aparências

     

É caricato algumas pessoas pretenderem espelhar uma imagem pretensamente madura, com o sacrifício de coisas banais que lhes proporcionam prazer e boa disposição.

Quando a malta se junta e o assunto já secou, quando ficam todos a olhar uns para os outros, a querer matar tempo mas sem nada para entreter, mostram-se a princípio reticentes quando se afigura a possibilidade de desfrutar de um mero jogo. Qualquer um serve desde que agrade: uma suecada ou sobe e desce, um jogo de tabuleiro, uma partida de consola dum jogo de sociedade,... há variadíssimas escolhas dentro de portas que agradam a toda gente. É só escolher. Então porquê a malta, mesmo entre amigos, muitas vezes mostram-se relutantes em preencher o tempo com uma agradável atividade de entretenimento? Este diz que não mas fica por perto à cata, aquele diz que não apetece mas o olhar diz o contrário. Tudo o que é necessário é dois ou três abrirem as hostilidades que aos poucos os "esquisitos" reunem-se em volta do acontecimento. Acho que se trata duma auto-pretensão de ostentar uma imagem de maturidade e experiência a quem a puerícia não desperta réstia de interesse. Isto serve para os vintões e para os cinquentões.

Querer assistir a determinado programa televisivo mas não o fazer perante outras pessoas por temer ser criticado. Querer comer mais à refeição mas temer o escárnio sobre a forma física. Gostar de ópera ou música clássica mas não o divulgar a ninguém. É um rol extenso de restrições sociais. 

Querer passar por alguém que não somos, não havendo real necessidade de vestir essa máscara! Que lástima de opção. São somente falsas aparências.

O truque para passar um tempo que nos satisfaça está em fazer o que nos dá prazer. Prá sanita com o disfarce social.    

    



Traficado por Dinis Vieira às 22:39
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011
Os Tachos

Presidente: - Votem em mim, dar-vos-ei um Jeep novinho em folha, só para vocês que trabalhais tanto. 

O povo rejubila. 

Zeca do Talho: - E para a minha mulher, arranja trabalho? 

Presidente: - Abrirei vagas no pelourinho municipal, dando emprego direto a sessenta pessoas e indireto a mais de cento e cinquenta. 

Quatro meses após a vitória nas eleições. 

Zeca do Talho: - Senhor presidente, ainda bem que o encontro. Era para falar da minha mulher, ainda está desempregada. 

Presidente: - Não há vagas abertas de momento. 

Zeca do Talho: - Mas tinha-me prometido se votasse em si. 

Presidente: - Pois prometi, e abriram oitenta vagas diretas para o município. 

Zeca do Talho: - O que se passou então? 

Presidente: - Prometi a si, e a todos os outros também. 

    



Traficado por Dinis Vieira às 18:58
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Quinta-feira, 20 de Outubro de 2011
Medidas contra a Austeridade

Urge combater o stress e levantar o moral dos portugueses nestes tempos conturbados em que vivemos as mais letais medidas anti-democracia de sempre em Portugal. 

Apertei tanto o cinto que parti a bacia. Como agora encontro-me paralisado na cama a recuperar, já nem posso efetuar uma transa ibérica, limitando-me exclusivamente a receber tratamentos da enfermeira à base de felatio. 

Mas há quem nem tenha cinto. Uma jovem vizinha cá do prédio usava apenas tanga há já tanto tempo, que nos dias que correm nem isso tem. Coitadinha. Os putos da rua podiam gritar "o Rei vai nu", mas os malandrecos... 

Vai daí que resolvi sugerir algumas medidas extra que deveriam ser incluídas no pacote da troika, pois afinal de contas para quem já excedeu em muito o que estava previsto no memorando, também não se importará de acrescentar mais estas. É para o bem da saúde e da produtividade nacional.  

   

  
Lavar as mãos pode ser um prazer. 
   
   
  
Beber cerveja pode ser um prazer (ainda maior). 
   
   
  
Tatuagens 3D. 
  
  
  
Picadinha sugestiva. 
  
   
  
Rolos de dinheiro para o (des)governo para limparem a merda que fazem. 
  
     
   
Um emprego de sonho. 


Traficado por Dinis Vieira às 22:46
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Quinta-feira, 6 de Outubro de 2011
O Fenómeno do Anjo à Lupa

Recentemente as redes foram inundadas por inúmeros filmes captados por uma câmara de video-vigilância, no dia 11 de Setembro de 2011, na Indonésia. Vê-se um momento em que algo luminoso cai ao chão por breves instantes e volta a desaparecer. Assemelha-se à forma de um anjo. 

    

              

Agora de seguida vejamos as teorias da conspiração já expostas, descrebilizando o sucedido. Temos três casos diferentes, todos eles meritórios de serem analisados. 

 

        

         


Traficado por Dinis Vieira às 00:20
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | O que consta nas Ruas (2) | Junta-te à Família
|

Sexta-feira, 26 de Agosto de 2011
Há Loucos com muita Sorte
No Jornal de Notícias, em 26/08/2011. 
"Um rapaz, de apenas 12 anos, escapou por pouco à morte depois de ser atingido por um comboio, na estação ferroviária de Sidney, na Austrália. As imagens dramáticas estão a correr mundo. Veja o vídeo.

Na gravação, vê-se o rapaz a saltar para a linha e a correr para a outra margem, supostamente para falar com uma rapariga que chamou a sua atenção."

"Alguns minutos depois, volta a atravessar a linha para chegar ao outro lado, mas entretanto um comboio aproxima-se a alta velocidade, sem possibilidade de abrandar.

O adolescente ainda tenta subir para a plataforma da estação, mas é atingido pelo comboio, a mais de 95 quilómetros por hora, e fica momentaneamente preso entre o comboio e a parede, até escorregar e desaparecer de vista.

Incrivelmente, o australiano sobrevive depois de ter caído numa pequena cavidade sob a borda da plataforma. Passado algum tempo, vê-se o rapaz a subir para a margem e a arrastar-se em sofrimento e com dificuldade."



Traficado por Dinis Vieira às 23:59
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011
Sugestão de Espetáculo ao Ar Livre: Arrepiado

 

Arrepiado... é assim que fica a incauta testemunha dum espetáculo deste artista, tal como pode atestar quem já o presenciou.

Tive a oportunidade recentemente de assistir a um espetáculo noturno do "Arrepiado Team" em Miranda do Douro, sendo que dessa noite ainda não tenho imagens. 

Ricardo Domingos, é o nome verdadeiro daquele que é conhecido nos meandros deste espetáculo como "Arrepiado". Tri-campeão nacional de Stunt Riding, anteriormente Freestyle, Ricardo detém uma empresa que apresenta em Portugal e além fronteiras, um espetáculo meritório, audaz e inovador. 

 

 

  

Talvez quiçá fruto de observar tal show pela primeira vez, ou quiçá por ter ido sem qualquer expetativa visto que o nome antes não me dizia nada, mas em verdade confesso que fiquei francamente surpreendido pela exibição, algo que para um cidadão do século XXI já não é fácil de conseguir. 

O domínio e controlo que Ricardo Domingos exerce sobre os diversos veículos que conduz é absolutamente impressionante. Trata-se de uma exibição com uma hora de duração, com constantes manobras a razar autenticamente as grades que separam as potentes máquinas do destemido e voraz público, ansiosos por deleitar-se a cada curva, a cada aceleração, a cada acrobacia, ansiosos por ficarem boquiabertos com o que vem a seguir. Nem por uma vez observei uma manobra um pouco mais afastada das grades... sempre no limite, a fervilhar o motor e a debitar um ronco que imprime na assistência a real potência das máquinas. É sem dúvida um piloto capaz, expondo claramente perante todos a simbiose existente entre si e os veículos, nomeadamente os motociclos. 

Destaca-se igualmente à vista a empatia gerada por este piloto de eleição com o seu público, incentivando-o e interagindo constantemente, virtude que enquadra-se perfeitamente na sua intocável confiança quanto às suas capacidades e derivada de um forte carisma.  

Desde os arranques vertiginosos que tragam cem metros em meros instantes, às velozes manobras em gincana por entre voluntários sem amor à vida (ou com muita confiança), até mesmo manobras circenses com fogo de artifício, vê-se muito e, com muito know-how, tudo suportado por uma equipa de profissionais que vivem o risco como o próprio Arrepiado, submetendo-se a situações que o mero humano nem sequer consideraria. 

 

Ricardo Domingos conduz motociclos, 

 

 

conduz moto 4, 

 

 

conduz um pequeno mas potente Smart. 

 

Mormente encontrava-me em transe com o show que me era presenteado, algumas similaridades trouxeram-me à memória lembranças das façanhas de Evel Knievel e a sua incrível habilidade para as duas rodas.

O intenso ambiente noturno citadino, com pessoas a perigar a sua segurança para poder assistir, colocando-se em locais temerários, recordaram-me aspetos presentes na saga cinematográfica de Velocidade Furiosa.  

É entretenimento puro. É o mote ideal para uma saída airosa e diferente, desdenhando a monotomia patente nas ofertas mais comuns. 

Aconselho vivamente a todos, miúdos e graúdos, fãs de motores ou não, pois é um espetáculo universal, cuja pluralidade encaixa praticamente em todos os mais variados interesses. Procurem pelo seguinte espetáculo próximo de vós e deixem-se arrepiar.  

 



Traficado por Dinis Vieira às 13:58
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | O que consta nas Ruas (2) | Junta-te à Família
|

Segunda-feira, 18 de Julho de 2011
Ainda há Feitos Inéditos para Alcançar

...só é preciso usar a imaginação. 


E eu a pensar que já tinha visto de tudo...! 

 

 

 

Jogo amigável entre os Emirados Unidos e Líbano, que terminou 6 - 2.

Consta que os jogadores do Líbano foram tirar satisfações devido à "provocação". 

 

Um golo num penalty marcado de calcanhar, fica sem dúvida prá história deste desporto. 

 

 

 



Traficado por Dinis Vieira às 18:29
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Segunda-feira, 4 de Julho de 2011
Sobe a Temperatura...

...e a gente seduz-vos com ternura. 

 

 



Traficado por Dinis Vieira às 20:46
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | Junta-te à Família
|

Segunda-feira, 13 de Junho de 2011
Sugestão Cinematográfica

A sugestão que proponho é, tal como a derradeira que aqui deixei noutro post, não um filme mas sim uma série televisiva.

 

Legend of the Seeker é uma autêntica pérola da sétima arte. Poderia desdobrar-me num panegírico interminável, desaprisionar o turbilhão de virtudes que se podem associar a esta magistral obra, mas o maior encómio que se pode ceder a uma série de televisão é de que a sua qualidade assemelha-se à de um filme.

 

Infelizmente nunca foi transmitida em Portugal, pelo que só poderá ser obtida pela internet. 

Se há situações que nos ultrapassam quanto aos motivos, à razão de algo acontecer, este será certamente um desses casos singulares. A série conta no seu rol com duas temporadas. Teve o seu término prematuro devido aos elevados custos de produção. Efetivamente visionando-a, pode-se constatar que todo o ambiente criado é suscetível de elevados encargos. Apesar da enorme contestação do público, a ABC não fomentou a manutenção de uma terceira temporada. 

A contragosto, mas pode-se ainda assim compreender a razão do cancelamento. O que é difícil de entender é porque em Portugal nunca esta fabulosa série foi transmitida, sendo que já data de 2008!?

 

É habitual serem transmitidas séries que são autêntico lixo televisivo, desprovidas de qualquer valor acrescentado, de qualquer réstia de originalidade ou criatividade. Sistematicamente despejadas no nosso templo em frente à televisão, algumas durante mais de uma dezena de temporadas, e no entanto, obras majestosas como esta, capazes de prender literalmente o espetador ao sofá, são simplesmente ignoradas. 

 

Trailer da série em que se pode contemplar a envolvência existente 

 

Legend of the Seeker é uma obra baseada no livro "The Sword of Truth" de Terry Goodkind, produzida por Sam Raimi, que conta no currículo com obras como a trilogia do Homem-aranha, as séries dos anos noventa "Xena: A Princesa Guerreira", "Hercules - As Viagens Fantásticas", ou do mais atual "Spartacus - Sangue e Areia".

É uma série com a chancela da Disney. 

 

É envolta num ambiente místico, medieval, repleto de aventura, romance, humor, decorrendo num universo fantástico, riquíssimo em detalhes e em inúmeros aspetos criados em exclusivo, que favorecem a sua contemplação como série de culto. Semelhante nível de pormenor somente é alcançado por um reduzido número de produções, tais como "A Guerra das Estrelas", "Star Trek", ou "Harry Potter". 

 

Poder-se-á dizer que Legend of the Seeker é algo semelhante ao universo de "Lord of the Rings", mas menos teatralizado, quiçá menos sombrio. A catadupa de ação é um tsunami no ecrã. Os movimentos das cenas de combate têm fragrâncias de "Matrix", conferindo uma espetacularidade de elevado nível. As paisagens são de cortar a respiração, algo normalmente só visto em filmes de grande orçamento. O enredo deriva do livro, estando deste modo garantida a qualidade. Tem um início, um desenrolar gradual dos acontecimentos que suporta o fomentar contínuo da espetativa, surpreendendo regularmente com as reviravoltas bem conseguidas, que são um autêntico manjar para o espetador.

 

Relata a ascensão de um plebeu à condição de Seeker. O mito de um homem renascido ao longo de gerações com o intuito de conduzir o mundo em tempos de desespero, lutando contra o mal que impera, através do uso de uma arma que só o verdadeiro Seeker pode empunhar: a Espada da Verdade.

Richard Cypher (Craig Horner) é o jovem que será incumbido de tão pesada herança, tendo como seu tutor o lendário e poderoso mágico Zeddicus Zu'l Zorander (Bruce Spence). Apesar da assídua presença de Zedd, o seu braço direito será indubitavelmente Kahlan (Bridget Regan), uma Confessora, pertencente a uma irmandade de mulheres com o dom de confessar as pessoas, tornando-as para sempre devotas a si, mas igualmente desprovidas de vida própria.

Todo o mal provém do reinado tirânico de Darken Rahl (Craig Parker), uma figura omnipresente com uma influência e domínio muito vastos.

 

As representações são bastante interessantes, por parte de atores até então desconhecidos do público. É de realçar a química entre as personagens que ajudam sobremaneira a criar uma atmosfera credível.       

Conta ainda com participações em alguns episódios de personalidades consagradas, algumas vencedoras de óscar.

  

 

Podia, mas não serei contido na mensagem que pretendo passar: Legend of the Seeker é uma das melhores produções épicas de fantasia para televisão que eu tive o prazer de ver até hoje. Depende sempre sobre a apetência do consumidor para determinada temática do produto, mas dentro do género é do melhor que se pode encontrar. 

Já recomendei a série a várias pessoas amigas que, sem exceção, ficaram abismadas com o que tiveram o prazer de ver. Algumas ainda hoje se referem a Legend of the Seeker apesar de já terem visto há cerca de dois anos.   

Se gostam de assistir a puro entretenimento dentro do género que descrevi, então nem sequer hesitem: procurem e vejam Legend of the Seeker.  

 

 



Traficado por Dinis Vieira às 15:19
Endereço do Antro | Chiba-te ao Gangster | O que consta nas Ruas (2) | Junta-te à Família
|

Procurar Cadáveres
 
Tráfico Recente

Crónicas dum Proxeneta

Falsas Aparências

Os Tachos

Medidas contra a Austerid...

O Fenómeno do Anjo à Lupa

Há Loucos com muita Sorte

Sugestão de Espetáculo ao...

Ainda há Feitos Inéditos ...

Sobe a Temperatura...

Sugestão Cinematográfica

Lenda Urbana da Estrada d...

Arquivo do Gangster

Julho 2013

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Cúmplices Recomendados
Sobre Dinis Vieira
Dívidas de Sangue
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
tags

todas as tags

subscrever feeds